14 O Caminho de Peabiru

Blog | 83 | 03/11/2020

Você sabia que existiu uma rota transcontinental pré-Cabral, muito usada por indígenas brasileiros e primitivos povos andinos? Em seu conjunto ela era chamada como "caminho" ou "sistema" do Peabiru e ligava o Oceano Atlântico ao Pacífico de uma maneira surpreendente até para o homem moderno. No video de hoje, no YouTube, eu explico melhor sobre isso.

14 O Caminho de Peabiru - 2

Ainda sobre as ramificações do Peabiru, o mais conhecido deles ficou então denominado como Caminho de Peabiru: ele ligava o Oceano Atlântico - na região que depois se tornou a Capitania de São Vicente - até os Andes, chegando em Cusco, no Peru. Este caminho foi mapeado e tinha então cerca de 3 mil km e atravessava o Brasil, Paraguai, Bolívia e Peru.

Ainda podemos encontrar, em pontos isolados de mata, reminiscências desse caminho, que apresenta cerca de 1 metro 40 de largura e leito com rebaixamento médio em relação ao nível do solo de cerca de 40 centímetros e recoberto por uma gramínea denominada puxa-tripa.

Nos seus trechos mais difíceis, o caminho chegava a ser pavimentado com pedras. Em alguns trechos, era sinalizado com inscrições rupestres, mapas e símbolos astronômicos de origem indígena.

#arqueologia

14 O Caminho de Peabiru - 4

Sobre o vídeo de hoje, explico que Peabiru em tupi significa caminho gramado e havia realmente antigos caminhos gramados que se ramificavam, sendo utilizados pelos indígenas sul-americanos há muitos anos atrás, ligando o litoral ao interior do continente.

O caminho propiciava uma espécie de correio rudimentar chamado pelos guarani de parejhara e ligava o norte e o sul do Brasil, da Lagoa dos Patos até a Amazônia. Para evitar a erosão por chuvas e ventos, as trilhas eram forradas com vários tipos de grama e também, em certos trechos, pavimentadas com pedras.

#arqueologia

Comentários

Escreva um comentário antes de enviar

Houve um erro ao enviar comentário, tente novamente

Por favor, digite seu nome
Por favor, digite seu e-mail
Chama no Whats
Chama no Whats

Erika Schemann

online

Olá, como posso ajudar?